18 de fev de 2015

(Resenha) Presságio, O Assassinato da Freira Nua - Leonardo Barros

Título: Presságio, o assassinato da freira nua
Autor: Leonardo Barros
ISBN: 9788576798040
Editora: Novo Século
Nº de Páginas: 220


Presságio – O assassinato da Freira Nua (http://zip.net/bqqKzv ) é seu segundo 
suspense policial e foi lançado pela Novo Século Editora (Selo Novos Talentos). Devido ao 
grande sucesso da obra, junto aos leitores e à crítica, o autor assinou, recentemente, um 
contrato com a editora e lançará, em breve, um suspense fantástico pelo selo principal da 
mesma editora. O título da nova obra ainda é um segredo. 
Presságio conta a história de Alice, uma garota que tem visões, mas rejeita seu poder, 
até perceber que seus presságios podem ajudá-la a solucionar um crime e a reverter uma 
injustiça. São características da obra do autor uma tônica sensual e violenta, além da narrativa tipo thriller, que instiga o leitor a descobrir o que está por vir.

Como a sinopse diz, vamos conhecer a história da Alice Vegas, uma jovem de 26 anos, que desde sua adolescência tem presságios e isso a faz procurar por especialistas como psiquiatras e a mesma é considerada psicótica.
Logo no início, acontece o assassinato da freira Bianca que dá aulas e o principal suspeito é um aluno que aparentemente mantinha relações com a mesma. Passado uns dias, Alice vai a uma festa junto com sua amiga Georgia e seu namorado e acontece outro assassinato, dessa vez da Vivian, ex- colega de Alice. Alice teve de fato visões sobre esse assassinato mas não acredita que o beato Judas ( o mesmo assassino da Freira Bianca) seja também o mesmo culpado como a polícia acha.

Quando eu vi esse livro na internet, a capa me chamou demais a atenção principalmente com o tema policial que é um dos meus estilos de literatura favoritos e tive a oportunidade de conhecer o trabalho do Leonardo Barros por uma parceria.

 O autor não enrola em partes desnecessárias e insere o leitor com uma narrativa bem cativante, fluída e ágil para a história . Além de ter o policial e suspense como tema principal, temos também partes mais "hots" sem ser muito exagerado, embora algumas partes como da Personagem principal que é a Alice tendo visões  não ter funcionado pelo menos pra mim, Juliette.


Ainda na Alice, eu tive o que posso chamar de "roleta russa emocional". Do começo até pouco antes do meio, eu não conseguia me simpatizar com a Alice principalmente pela insegurança que ela demonstra e dando a entender ser facilmente influenciável. A partir do meio do livro mais coisas vão acontecendo, coisas que inclusive me chocaram bastante como a violência sexual que ocorre e fez com que a personagem amadurecesse bastante e me conquistasse de vez.
Quanto ao final pra mim foi muito bem construído e satisfatório. Recomendo para amantes de policial!

** Quero agradecer ao autor por ter me cedido o livro para resenhar aqui no Blog. **



Leonardo Barros é médico e romancista. Autor de cinco romances, trabalhou com os gêneros comédia e erotismo, mas fez sucesso com o gênero suspense, ao lançar o thriller policial O Maníaco do Circo (http://zip.net/bfqJyM ), um dos e-books mais vendidos do gênero no site Amazon.com.br, por mais de dois anos consecutivos. Sua versão impressa foi lançada pela All Print editora e está temporariamente esgotada. 
O autor mantém contato permanente com seus leitores por meio do Facebook (http://zip.net/bhnb9p ), Twitter (http://zip.net/bsqJ3W ) e pelo e-mail 
leobarrosescritor@gmail.com 
Leonardo Também publica vídeos no Sente e Escreva, seu canal do YouTube ( http://zip.net/bbmN15 ). Lá você pode encontrar uma série de tutoriais com dicas para novos 
escritores (http://zip.net/bnm5BV ), episódios do Fantasticrítica ( http://zip.net/bnqyCQ ), uma série de resenhas gravadas em videoconferência, em que autores de literatura fantástica comentam suas leituras do gênero. O autor também publicou o Papo de Escritor ( http://zip.net/bmm5D1 ), uma série de debates gravada por meio de videoconferência com autores e profissionais do livro. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário