27 de out de 2014

(Resenha) Os Espiões - Luis Fernando Veríssimo

Título: Os Espiões
Autor: Luis Fernando Veríssimo
ISBN: 9788560281992
Editora: Alfaguara
Nº de Páginas: 144

 Um funcionário de uma editora, recebe uma carta misteriosa, com letras trêmulas e com pingos nos ‘i’s em formato de florzinha, que fala sobre um premeditado suicídio de Ariadne e informa, que se interessados em publicar seu livro com sua história em completo, ela mandaria os próximos capítulos conforme sua criação. Sendo a primeira de muitas, nesta carta, ela revela que traiu seu marido, por um tal de Amante Secreto, seu irmão mais novo. Franco Martelli, seu marido, é o sucessor dono da fábrica Galotto na cidade de Frondosa. Para conseguir essa posse, ele destruiu a vida de seu pai, antigo dono da fábrica, e do seu amante, com quem viveu um amor proibido. 

Para desvendar a origem da carta e a sua veracidade, a rotina do simples editor muda, nem seu cachorro o reconhece mais. Acostumado a passar o fim de semana no Bar do Espanhol bebendo e jogando conversa fora com seu companheiro de bebida e discussão literária, Dubin, passou a se organizar com todos os frequentadores do Bar para desvendar os mistérios das cartas de Ariadne, supostamente redigida por uma “amiga”, afim de criar um livro. 

O comitê organizador da chamada Operação Teseu (nome dado em razão da lenda de Ariadne) começa então os trabalhos de espionagem inserindo espiões em Frondosa. A começar por Dubin que ao chegar na cidade, conhece Paula, jornalista do jornal central de Frondosa, com quem inicia não só um relacionamento, mas também um grande passo para desvendar sobre a existência de Ariadne, sua grande amiga. Aos poucos, os espiões da Operação Teseu, enfeitiçados pelos mistérios de Ariadne, se instalam na pequena cidade e decidem salvar Ariadne do mal que está por vir, do perigo que vive ao lado do seu marido. 

Depois de muita aventura e espionagem, descobrem que se prestassem mais atenção nas flores nos “i”s todos estariam salvos.

A narrativa está em primeira pessoa, é o próprio protagonista, mas durante a narrativa seu nome nunca é mencionado, mas podemos chamá-lo de espião, John Lé Carré, Camaleão ou Agomar Peniche, você decide. É um personagem apagado, que busca o anonimato a qualquer custo, apesar de sua paixão por Ariadne despertar um novo homem temporariamente. Apesar disso, é uma crônica muito eletrizante e promete muito suspense. 


Um comentário:

  1. Esse livro parece incrível! Achei bem interessante o personagem principal, afinal, como é ele que está narrando, ele pode esconder fatos sobre si mesmo. Quero ler esse livro, parece fantástico.

    The Lord of Thrones

    ResponderExcluir