6 de mai de 2014

(Resenha) - Simplesmente Feliz

Título Original: Simplesmente Feliz
Gênero: Comédia
Ano: 2009
Diretor e Roteirista: Mike Leigh
Elenco Principal: Sally Hawkins, Eddie Marsan e Alexis Zegerman





Sabe aquele filme que você precisa tê-lo na sua estante para assistir quando quiser de tão bom que é? Aquele filme que você já assistiu 98758456 vezes e não cansa? Então, “Simplesmente Feliz” é esse filme pra mim! Sim, eu tenho o DVD e sim, já perdi a conta de quantas vezes já assisti! E, sério, ele é um dos melhores filmes que já vi na vida! Eu super recomendo!



O filme conta a história de uma professora primária, Poppy (interpretada por Sally Hawkins) que veste roupas mega coloridas e divertidas, o que não contraria sua personalidade que é muito forte e muito alto astral. Ela segue o ritmo da Polliana, aquele personagem (apaixonante) que vê o lado bom de tudo, Poppy vê o lado bom das situações, das pessoas e ri de tudo isso, o que às vezes a torna irresponsável quando o assunto é realmente sério.



Por ter sua bicicleta roubada, Poppy começa a fazer aulas de direção, seu professor, o Scott (Eddie Marsan) depois que a conhece, acredita que ela realmente deveria levar as coisas mais a sério assim como ele, pois ela o irrita tanto durante as aulas que ele chega a querer desistir de aplicar as aulas à ela, coisa que, segundo sua conduta, jamais aconteceria. Mas a simpatia de Poppy é tanta que o rapaz não resiste aos seus encantos e se apaixona por ela de forma “doentia”, “platônica” o que acarreta problemas a moça.



No decorrer do filme acompanhamos as aventuras, o trabalho, o lazer da Poppy e divertidos momentos com seus amigos e familiares.
Poppy tem atitudes e gestos tão doces com os que a cercam e até com os que nada tem a ver, nos leva a refletir sobre a natureza humana nos dias de hoje, somos tão egoístas e apressados que somos capazes de esquecer o outro.

Depois que assisto esse filme, fico com a alma tão leve, me faz refletir sobre como sou com as outras pessoas, principalmente as que me cercam, penso em como tenho razões para ser feliz e não o sou por completo, e mesmo com as dificuldades que o mundo nos apresenta, a vida continua me dando oportunidades para recomeçar e ser feliz com o que tenho e sou, isso é muito rico! E você, o que te faz feliz?

Abaixo, o trailer legendado, para deixar o gostinho de quero mais:



2 comentários: